Rede dos Conselhos de Medicina
Coronavírus: o que sabemos e o que esperar da nova infecção respiratória

Natal/RN, 28 de janeiro de 2020

A Sociedade Brasileira de Infectologia divulgou um informativo sobre o novo Coronavírus, com perguntas e respostas para profissionais da Saúde e para o público em geral

Um novo vírus que ataca o sistema respiratório e se espalhou a partir da região de Wuhan, na China, preocupa o planeta. Ele pertence à família dos coronavírus, um grupo que reúne desde agentes infecciosos que provocam sintomas de resfriado até outros com manifestações mais graves, como os causadores da Sars (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave) e da Mers (Síndrome Respiratória do Oriente Médio).De acordo com as investigações ainda em andamento, o novo coronavírus, que afeta mais de 2700 pessoas e matou pelo menos 80 até o momento, pode ter origem em serpentes ou morcegos — inclusive se especula que a ingestão de um desses animais teria originado o surto.

Apesar de um estudo chinês ter encontrado uma relação do novo coronavírus com cobras, não existe consenso entre os cientistas sobre a origem da doença. Muitos apostam que outro animal possa estar envolvido com o início do problema na China.O fato é que coronavírus diferentes podem sofrer mutações e se recombinar, dando origem a agentes inéditos. Tudo leva a crer que o novo coronavírus tenha sido originalmente transmitido para o ser humano de um animal e ainda em esteja em processo de evolução e adaptação.

Clique aqui e confira o informe da Sociedade Brasileira de Infectologia

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner